Uma jovem criou um novo tipo de isopor que é biodegradável

Foi pensando em contribuir para que o mundo se torne um lugar melhor para se viver a inspiração para uma jovem de Curitiba criar embalagens biodegradáveis com a finalidade de aposentar o popular isopor.

Bastante usado em diversas embalagens em todos os seguimentos possíveis, o isopor, apesar de ser totalmente reciclável, quando descarto incorretamente demora entre cem e trezentos anos para se decompor, prejudicando assim os mares.

Além da maioria das pessoas não saber que o isopor é reciclável e por isso não o separar, outro obstáculo que esse processo enfrenta é o requerimento de uma máquina especial para que ele possa ser realizado presente apenas em poucas cidades do nosso país.

Foi pensando nessas coisas que a jovem de 16 anos Sayuri Magnabosco pensou em substituir esse material por cana de açúcar, produzindo assim um material que se decompões em um mês apenas.
O processo consiste em misturar o bagaço de cana com água e farinha de trigo, moldar a massa na forma do objeto desejado e finalmente colocar as peças para secar para que elas endureçam.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*